terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Mensagem do webmaster:
2014?

2013 sem dúvida passará para a História.

Só pensar que apenas iniciado o ano, nos céus de Roma, emoldurados pelos símbolos sagrados do Papado, um helicóptero fazia o voo de despedida de Bento XVI!

A renúncia, segundo o decano dos cardeais Ângelo Sodano, caiu “como um raio em céu sereno”. E na mesma noite, um raio atingiu a cúpula da Basílica de São Pedro.

Poucos dias antes, um temporal de violência inusitada danificou o Santuário de Fátima, no 75º aniversário da aurora boreal anunciada por Nossa Senhora: “quando virdes uma noite alumiada por uma luz desconhecida sabei que é o grande sinal, por meio da guerra, da fome e de perseguições à Igreja e ao Santo Padre”.

Logo depois um meteoro explodiu no céu da Rússia com a potência de 20 bombas atômicas. Outra bola de fogo cruzou o céu da costa oeste dos EUA, mais uma apavorou o centro da Espanha e, por fim, em nove estados da Argentina outro meteoro comparável ao russo fez a noite virar dia, a terra tremer, e o povo achar que era “um sinal divino”.

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

A Coroa do Advento, símbolo do próximo nascimento de Jesus





Entre os muitos costumes do Natal cujas origens nem muitos sabem, figura a de montar uma coroa de galhos de pinheiro – ou equivalente – ornada com flores, frutas, bolas, fitas, muita imaginação e o mais importante: quatro velas.

Trata-se da “Coroa do Advento”.

A palavra Advento vem do latim adventus e significa “vinda” ou “chegada”.

O período litúrgico do Advento foi instituído pelo Papa São Gregório I Magno para preparar os fiéis para a vinda de Cristo.

O Advento começa quatro domingos antes do Natal e marca o início do ano litúrgico.

No século XVI na Alemanha apareceu o costume de montar a Coroa de Advento para ir marcando os domingos que faltavam até o Natal.

Em cada domingo acendia-se uma das velas, de maneira que quando todas estivessem acessas o Natal era iminente.

Também em muitas famílias ou igrejas se acrescenta no centro uma grande vela branca. Essa quinta vela é acessa na Noite de Natal.

Na Alemanha há muitas variantes em torno da ideia central e tradicionalmente as velas são vermelhas, que é a cor do fogo da graça e da Luz que o Menino Jesus vem trazer ao mundo.

Porém, na Suécia, elas são brancas para evocar a pureza da festa e, na Áustria são roxas, cor litúrgica do Advento, e simbolizam a penitência que nos prepara para bem receber o divino Redentor. Fonte.


Acompanhe online o que está acontecendo agora na própria gruta de Lourdes pela Webcam do santuário. 


segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Santa Bernadette, maravilha de santidade

O historiador eclesiástico Rorbacher escreveu a respeito de Santa Bernadette, virgem, a quem Nossa Senhora apareceu em Lourdes:

“Bernadette Soubirous era uma criança em tudo igual às outras. Nela só se destacavam a expressão do olhar de invulgar inocência”.

“Na primeira aparição, Bernadette só pode fazer o Sinal da Cruz depois que Nossa Senhora o fez. Mas segundo numerosas testemunhas, depois dessa visão, em toda a vida de Bernadette, seu Sinal da Cruz era inigualável e realmente inesquecível. Um sinal inimitável, pois a vidente o aprendera com a Santíssima Virgem.”

“Uma ocasião, no convento, insistiam com a Irmã Bernarda para que dissesse como era o vestido com o qual Nossa Senhora lhe aparecia. Uma das religiosas dizia que era desta fazenda, outra, daquela.

“Respondeu-lhe Bernadette: `Eu não disse que o vestido era disso ou daquilo. Era de um pano que nunca vi. Ademais, se querem saber tanta coisa, fazei Nossa Senhora voltar outra vez e vede bem'“.



quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Ganhou o Prêmio Nobel de Medicina, é agnóstico, mas reconhece que em Lourdes “existe algo inexplicável”

Dr. Luc Montagnier, do Instituto Pasteur de Paris  Prêmio Nobel de Medicina em 2008
Dr. Luc Montagnier, do Instituto Pasteur de Paris
Prêmio Nobel de Medicina em 2008
O bacteriólogo Luc Montagnier, Prêmio Nobel de Medicina de 2008, participou no primeiro colóquio científico internacional organizado pelo Santuário de Lourdes nos dias 8 e 9 de junho de 2012, segundo informou o jornal “La Croix” de Paris.

Entrevistado naquela ocasião por “La Croix”, o biólogo que é agnóstico declarado, reconheceu que nos milagres de Lourdes “existe algo inexplicável”.

A guisa de esclarecimento do que ele não consegue explicar, disse: “pode se imaginar que as doenças podem ser curadas de uma forma diversa da que a medicina conhece no momento presente”.

Essa forma que a medicina não compreende e que maravilha aos estudiosos é o que se chama “milagre”. Mas, o agnóstico professor pena a tirar esta última consequência, entretanto, tão sensata, até linguisticamente.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Imagens de Nossa Senhora de Lourdes, da Luz e do Sagrado Coração de Jesus admiravelmente salvas nas Filipinas

Com menos de um mês de intervalo, duas enormes calamidades caíram sobre as Filipinas, país muito populoso de maioria católica.

O país é um grande arquipélago exposto a fenômenos sísmicos e furacões de rara intensidade.

No dia 16 de outubro um terremoto de magnitude 7.2 atingiu especialmente a ilha de Bohol danificando severamente grandes e sólidas igrejas coloniais, de até 400 anos de antiguidade.

A segunda grande calamidade foi provocada pelo tufão Haiyan (lá denominado Yolanda) em 8 de novembro que causou por volta de 2.500 mortes.




Nas duas imensas tragédias registrou-se o mesmo fenômeno: imagens de Nossa Senhora e do Sagrado Coração de Jesus ficaram admiravelmente indenes.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

A intenção de Nossa Senhora em Lourdes

A intenção de Nossa Senhora nas curas de Lourdes é produzir milagres de caráter moral que levam as almas para o céu.

O quê é que seria Nossa Senhora, se Ela aparecesse em Lourdes para fazer bem para os corpos que perecem, e não para as almas que não perecem?

Qual seria o principal objetivo desse amor dEla aos homens, a não ser de levar para o amor de Deus?

Porque nada de melhor para os homens se pode desejar.

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Uma grande razão para rezarmos pelas almas dos falecidos: o Purgatório

Pensando no bem que podem ganhar nesta data religiosa as almas dos fiéis defuntos -- ente as quais pode haver parentes ou amigos nossos -- reproduzimos a continuação o post Museu das almas do Purgatório 1: uma janela para o além que merece ser mais estudada com estimulante matéria a respeito para rezarmos por essas almas.


Fachada da igreja do Sagrado Coração do Sufrágio

Indo à Basílica de São Pedro pelo Lungotevere – a avenida que bordeja o histórico rio Tibre – o romeiro é surpreso por uma bonita igreja que tem o imponderável de conter algo muito singular.

Não é só o fato de seu estilo neogótico evocar a França e destoar do distendido conjunto arquitetônico romano.

Luminosa, delicada, esguia, sorridente, mas infelizmente fechada boa parte do dia, a igreja do Sagrado Coração do Sufrágio fica a dois quarteirões de Castel Sant’Angelo e da Via dela Conciliazione, que leva direto ao Vaticano.

VER EM GOOGLE MAPS

Perguntei a amigos romanos o que havia nessa igrejinha.

Eles me explicaram – não sem antes me prevenirem de não me espantar – que lá havia um Museu das Almas do Purgatório.

Quer dizer, uma coleção de sinais do além deixados por essas almas, que na maioria das vezes apareceram ardendo internamente a parentes ou irmãos de religião.

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

O último suspiro de Santa Bernadette

Santa Bernadette: corpo incorruto em Nevers
Santa Bernadette: corpo incorruto em Nevers
A noite de 15 a 16 de abril de 1879 foi a última de Santa Bernadette neste vale de lágrimas. Ela tinha 35 anos de idade.

Por volta das 11 horas da manhã ela quis se levantar. As religiosas a colocaram sobre uma poltrona.

Nessa hora ela ouviu o sino chamando as freiras para o almoço e pediu-lhes perdão por fazê-las atrasar.

Ela olhava sempre para um crucifixo fixado na parede.

Entre meio-dia e uma hora ela tentou comer alguma coisa, mas não conseguiu.

“Seu estado de extrema debilidade me impressionou... Eu achei que era meu dever alertar a enfermeira e chamar a comunidade” – disse a Madre Josefina Forestier.

O Pe. Febre veio logo, confessou-a de novo e recitou com ela a Oração dos Agonizantes. Ela respondia “com uma voz débil, mas clara”.

O sacerdote lembrou-lhe as palavras bíblicas do “esposo divino”:

— “Cola-me como um selo sobre teu coração” (Cântico 8,6).

Tomando o crucifixo ela o colocou sobre o coração, apertando-o com força. Como ela queria que o mesmo ficasse sempre nesse local, amarraram-no com uma fita para evitar que caísse devido aos movimentos involuntários causados pela dor.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Em Lourdes: duas atitudes da Providência diante do sofrimento humano

Nós vemos em Lourdes duas atitudes da Providência diante do sofrimento humano. E estas duas atitudes têm sua razão de ser, apesar de parecerem até contraditórias, dentro da perfeição dos planos divinos.

De um lado, o que mais chama atenção em Lourdes é Nossa Senhora que tem pena do sofrimento dos homens, atende aos rogos deles e pratica milagres para os livrar das dores que eles sofrem.

Vemos Nossa Senhora que tem pena das almas, e para provar que a Fé Católica é verdadeira, pratica milagres e opera conversões.

Mas, de outro lado, nós vemos em Lourdes outro aspecto. E são os inúmeros doentes que vão a Lourdes, e voltam sem ter sido curados.

Por quê razão Nossa Senhora opera a cura de uns e não opera a cura de outros? Qual é o mistério?

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Santa Bernadette diante do juiz

Santa Bernadette em foto de 18 outubro de 1864
Santa Bernadette em foto de 18 outubro de 1864
Pelo fim da tarde do mesmo dia (25-02-1858) em que Nossa Senhora apontou a fonte milagrosa, um policial se apresentou na masmorra onde morava a família Soubirous.

— O Senhor Procurador Imperial pede para Bernadette Soubirous apresentar-se agora à tarde às 18 horas.

Santa Bernadette foi com sua mãe que, inteiramente em prantos, pediu para ser acompanhada pelo primo Sajous.

O Procurador Imperial Vital Dutour morava a 300 metros da masmorra e logo foi pondo para fora o homem que vinha com as duas mulheres.

— Você é seu pai?

— Não, seu tio e dono da casa onde ela fica.

— Entrai, Bernadette e sua mãe. Você aguarda aqui!

E fechou a porta.

O interrogatório foi conduzido como fazem os delegados.

Bernadette não ficou intimidada pela função do Procurador, nem pelo aparato da Justiça.

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Lourdes: prêmio e confirmação do dogma definido por Pio IX


Um comentário que não se acostuma ouvir sobre Lourdes.

Todo mundo diz que a proclamação do dogma da Imaculada Conceição teve um duplo aspecto no espírito de Pio IX.

Em primeiro lugar, a afirmação de um dogma de grande importância para o progresso da mariologia dentro da Igreja.

Em segundo lugar, a afirmação desse dogma, primeiro como dogma, depois como dogma tão profundamente anti-igualitário que esmagaria o ceticismo do século.

E os milagres de Lourdes são de natureza a esmagar o ceticismo.

Eles vieram confirmando o dogma uma vez que Nossa Senhora declarou que Ela era a Imaculada Conceição.

É uma espécie de prêmio e de confirmação da veracidade do dogma definido.

Pio IX aí fez exatamente o contrário do que satisfazer a Revolução, fez exatamente o contrário de dar a carne para a fera.

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

“Bernadette é doida!”
Como nasceu a fonte de Lourdes

A fonte da Gruta hoje
A fonte da Gruta hoje
No dia 25 de fevereiro de 1858 (novena aparição), havia por volta de 350 pessoas diante da Gruta.

Santa Bernadette começou a rezar o terço em êxtase, como de costume.

Depois ela foi subindo de joelhos até o fundo da Gruta. De tempos em tempos beijava o chão. Sua agilidade sem esforço era surpreendente, considerando-se que o local estava coberto de pedras.

Ela chegou até a abertura que comunica com o nicho da aparição e ali se deteve. Seus lábios mexeram, mas ninguém ouviu nada.

Depois fez o sinal de aquiescer e voltou-se, sempre de joelhos, em direção ao rio Gave. Porém, foi como se algo a tivesse detido. Voltou-se de novo para a Gruta e foi até o fundo, mas em sentido inverso ao nicho.

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Santa Bernadette conta as aparições de Lourdes (2)


5ª aparição — sábado, 20 de fevereiro

A mãe de Santa Bernardette confidenciou que Nossa Senhora “teve a bondade de ensinar-lhe, palavra por palavra, uma oração somente para ela”.

6ª aparição — domingo, 21 de fevereiro

“Esta rainha misericordiosa me disse também para rezar pela conversão dos pecadores. Ela me repetiu várias vezes essas mesmas palavras”.

“Disse-me também que não me prometia tornar-me feliz neste mundo, mas no outro”.

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Santa Bernadette conta as aparições de Lourdes (1)


1ª aparição — quinta-feira, 11 de fevereiro

“A primeira vez que fui à gruta, era quinta-feira, 11 de fevereiro. Fui para recolher galhos secos com outras duas jovens.

“Ouvi um barulho como se fosse uma ventania. Então girei a cabeça para o lado do gramado, do lado oposto da gruta. Vi que as árvores não se moviam.

“Ouvi mais uma vez o mesmo barulho. Assim que levantei a cabeça, olhando a gruta, vi uma Dama vestida de branco. Tinha um vestido branco, um véu branco, um cinto azul e uma rosa em cada pé, da cor da corda do seu terço.

“Eu pensava ser vítima de uma ilusão. Esfreguei os olhos, porém olhei de novo e continuei a ver a mesma Dama. Coloquei a mão no bolso, para pegar o meu terço.

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Ladainha a Nossa Senhora de Lourdes

Reproduções da Gruta de Lourdes existem pelo mundo todo.  Esta fica em Cotabato, nas Filipinas.
Reproduções da Gruta de Lourdes existem pelo mundo todo.
Esta fica em Cotabato, nas Filipinas.

Senhor, tende piedade de nós;

Cristo, tende piedade de nós;

Senhor, tende piedade de nós;

Cristo, ouvi-nos; Cristo, por vossa graça atendei-nos.

Deus Pai que estás no céu, tende piedade de nós.

Deus Filho, Redentor do mundo, tende piedade de nós.

Deus Espírito Santo, tende piedade de nós.

Santíssima Trindade, único Deus; tende piedade de nós.


quarta-feira, 28 de agosto de 2013

A grande Santa Bernadette:
a mais baixinha do convento

Santa Bernadette postulante em pé
dando a mão à Mãe Superiora sentada
Santa Bernadette não só era muito baixa, mas era a mais baixinha das freiras do convento de Saint-Gildard.

Chegava a gracejar com a irmã Josefa Caldairou para animá-la, fazendo-lhe notar que ela era mais alta um centímetro que Bernadette.

A baixa estatura de ambas fazia com que elas devessem sempre ir à frente nos cortejos.

Mas acontecia que muitas pessoas queriam conhecer Bernadette.

E como muitas delas tinham feito uma ideia adocicada e subjetiva da santidade, ficavam surpresas ao verem uma grande santa que não batia com certas imagens comumente divulgadas.

Foi o caso de Antoinette Dalias, uma noviça de 18 anos que entrou em Saint Gildard em 16 de maio de 1867, proveniente da cidade de Gers. Ela tomou o nome religioso de irmã Bernarda e foi grande amiga de Santa Bernadette.

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Nossa Senhora quer curar sobretudo as almas

Imaculada Conceição na Basílica do Rosário em Lourdes
Imaculada Conceição na Basílica do Rosário em Lourdes
Nossa Senhora está infinitamente abaixo de Deus.

E tudo quanto está abaixo de Nossa Senhora está incomensuravelmente abaixo d’Ela. É o que a perenidade das curas de Lourdes nos diz.

Há uma certa interpretação da religião um pouco dada a pedir favores materiais, etc., etc., que desdenha os favores espirituais e que se impressiona muito com as curas materiais de Lourdes.

Eles não compreendem que os favores materi
ais que Deus dá são de fato favores. E favores que a gente deve pedir.

Mas que só são verdadeiramente favores, na medida em que levam a nossa alma a desejar os favores espirituais. As graças para a alma.

É por aí que verdadeiramente Deus atrai as almas para Ele, porque todos os favores tem este objetivo.

Não se pense que a cura de Lourdes é só porque Nossa Senhora tem pena do homem que é capenga.

Ela tem pena do coxo, é claro. Ela tem gosto em corrigir a capenguiçe do coxo, é claro.

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Na festa da Assunção de Nossa Senhora

Assunção, detalhe iluminura s. XV.
Columbia University, UTS MS 049

“A Imaculada Mãe de Deus, a sempre Virgem Maria, terminado o curso de sua vida terrestre, foi assunta em corpo e alma à glória celestial”

Com essas imorredouras palavras, o Santo Padre Pio XII definiu o dogma da Assunção da Santíssima Virgem ao Céu em corpo e alma, solenemente proclamado no dia 1º de novembro de 1950, pela Constituição dogmática “Munificentissimus Deus”.

A solene proclamação desse augusto dogma veio coroar séculos de devoção a Nossa Senhora enquanto tendo sido levada aos Céus em corpo ressurreto e alma.

Na difusão desta verdade e desta devoção a Idade Média deu um contributo fundamental.

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Santa Bernadette: “eu não sou boa para nada!”

Santa Bernadette, Irmã Maria Bernarda, das freiras da Caridade

Santa Bernadette ingressou no convento Saint-Gildard, pertencente à Congregação das Irmãs da Caridade de Nevers, onde faleceu com a idade de 35 anos. Seu corpo incorrupto encontra-se ali exposto numa urna e capela especial.

Embora sua vida no convento tenha sido curta, ela deixou muitas lembranças.

Aquele convento era o noviciado das Irmãs da Caridade de Nevers. Após completarem sua formação, as religiosas novas eram encaminhadas a alguma das diversas casas da Ordem.

A distribuição pelos conventos da França era feita no próprio momento da profissão religiosa.

A superiora combinava previamente com o bispo o melhor destino para as freiras.

Na cerimônia, cada uma delas se apresentava ao arcebispo, e este lhe perguntava:

segunda-feira, 22 de julho de 2013

O mais recente milagre (69º) reconhecido em Lourdes

Daniela Castelli em sua casa

A beneficiada pelo 69º milagre de Lourdes canonicamente reconhecido é a italiana Daniela Castelli.

Ela nasceu em 16 janeiro de 1946 na cidade de Bereguardo, Itália, é casada, mãe de família e mora em Pavia, Itália.

Até os 34 anos de idade levou uma vida normal, quando começou a padecer de crises de hipertensão (pressão alta) espontâneas graves.

Em 1982, exames radiológicos e ecografias revelaram a existência de um tumor para-uterino e um útero fibromatóide

Danila foi objeto então de uma histerectomia (ablação do útero) e de uma anexectomia (excisão de anexos uterinos).

Sua situação foi piorando e em novembro de 1982 ela foi objeto de uma ablação parcial do pâncreas.

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Por que Jesus quis fazer os milagres de Lourdes num santuário de Nossa Senhora e não num santuário d’Ele?

O Sagrado Coração de Jesus poderia fazer  os milagres de Lourdes no Santuário de Paray-le-Monial,  mas escolheu a Gruta de Nossa Senhora.  Veja por que.
O Sagrado Coração de Jesus poderia fazer
os milagres de Lourdes no Santuário de Paray-le-Monial,
mas escolheu a Gruta de Nossa Senhora.
Veja por que.
As aparições de Lourdes se inserem numa série de aparições de Nossa Senhora no século XIX, que culminam com Fátima e a afirmação do Reinado de Maria.

A aparição de Lourdes, portanto, está num pontilhado de aparições que, nas noites extremas de nossos dias, são como que uma clarinada anunciando que o Reino de Maria virá.

Em cada uma dessas aparições, está presente a ideia da mediação universal das graças e do Reinado de Maria.

Mas isso em Lourdes se pode dizer debaixo de um título especial.

Nosso Senhor poderia ter dado essa fecundidade estupenda de milagres a um santuário d’Ele.

Na França, por exemplo, há um santuário magnífico consagrando uma devoção estupenda a Ele, que é o Santuário de Paray-le-Monial, onde o Sagrado Coração de Jesus fez suas revelações a Santa Margarida Maria Alacoque.

Ele poderia perfeitamente fazer com que esses milagres se dessem lá.

Poderia fazer dar em todos os santuários consagrados a Ele.

Mas não é verdade. Ele quis que a maior fonte de milagres que houve na História da Igreja e do mundo, fosse num santuário consagrado a Nossa Senhora.

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Nossa Senhora de Lourdes enquanto Medianeira de todas as graças

Madonna dei raccomandati, catedral de Orvieto, Itália.
Lippo Memmi (1291 — 1356)
Para Nossa Senhora ser verdadeiramente Rainha é preciso que Ela possa junto a Deus tudo quanto Ela quer.

Por esta forma Ela governa o mundo.

Nossa Senhora tem uma natureza humana como a nossa. E pela sua natureza, Ela não tem mais poder sobre os astros, sobre os homens, do que nós temos.

Para ter o reinado de todo o universo, Ela deve ser a Rainha de todos os anjos, de todos os santos, de todos os homens, de todo o mundo material e dominadora terribilíssima e completa do demônio.

Para isto Ela precisa ter a graça de Deus. E é enquanto ponto de convergência de todas as graças de Deus, que ela é Rainha.

A onipotência de Nossa Senhora tem sido muitas vezes chamada, e muito adequadamente, de onipotência suplicante.

Porque é por meio da súplica que Ela pode tudo. Ela é Rainha porque Ela pode tudo junto d’Aquele que pode tudo.

Portanto, o Reinado de Nossa Senhora é o reinado das súplicas que Ela faz, do valor das orações que Ela oferece.

sexta-feira, 21 de junho de 2013

A Gruta de Lourdes reabriu este sábado às 10:30 hs (horário de Brasília)

A esplanada e a Basílica do Rosário já estão acessíveis (foto de arquivo)

Uma intensa mobilização de voluntários e funcionários permitiu que o Santuário de Lourdes seja reaberto neste sábado 22 de junho às 15:30 horas (da França) quer dizer 10:30 hs de Brasília.

A reabertura será ainda parcial considerando os colossais danos provocados pela enchente.

Porém, os romeiros poderão desde essa hora voltar a visitar a Gruta.

As WEBCAM (CLÁSSICA e NOVA) já retomaram a transmissão online.


As celebrações já retomaram nas partes menos atingidas como a basílica superior.

A área do santuário se estende sobre 50 hectares, muitas delas ainda cobertas pela lama e detritos.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Enchente não atinge imagem da Gruta, águas descem e começa a recuperação

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




O nível da água já está descendo e as obras de recuperação estão em andamento.

Quiçá, como da vez anterior, outubro de 2012, a reabertura da Gruta possa acontecer em datas próximas.

A cheia foi excepcional. Esta época é de degelo das neves nos Pirineus, fenômeno que aumenta bem o nível dos rios. O fato é anual e Lourdes está preparada.

Porém, chuvas fora de série aumentaram os volumes d’água e aceleraram inesperadamente o derretimento das neves com resultados catastróficos para a região toda.

Considerado em seus aspectos naturais, o evento em si mesmo é superficial.

Mas levanta uma questão transcendental: por que é que Nossa Senhora permitiu este desastre?

Sem dúvida para atrair a atenção dos homens para seu santuário e para a mensagem de graça que desde ali Ela sempre irradia acompanhada de graças e milagres que servem de confirmação.

Também para manifestar seu poder sobre a fúria desatada dos elementos.

Estaremos nas vésperas de se desatarem fenômenos políticos, sociais, econômicos, religiosos ou outros prefigurados pela enxurrada mortal destes dias?

Quem olha para a confusão em que o Brasil está entrando entende o que isto pode querer dizer.

Mas, é só o Brasil? Não será o mundo todo? A própria Igreja, já tão abalada por escândalos e fatos incompreensíveis?

Seja o que for, atinjam as enxurradas do caos o nível que atingirem, Nossa Senhora jamais será afetada.

Ela ficará pairando sobre as águas revoltas e sujas como a Imaculada Conceição que Ela é.

Se advierem esses desastres, lembremo-nos da lição desta enxurrada, e voltemo-nos com fervor para Nossa Senhora.

Porque, no fim, Ela triunfará, ainda que mil caiam à nossa direita e dez mil à nossa esquerda.













quarta-feira, 19 de junho de 2013

Uma oração pelo Santuário. Estado atual da enchente


Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs





A enchente no fim da tarde de terça-feira 18




terça-feira, 18 de junho de 2013

Cheia excepcional volta a inundar a Gruta de Lourdes. Nossa Senhora não estará implorando algo de nós? do Brasil?

Lourdes 2013: rio ameaça levar a ponte
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




Chuvas excepcionais que se somaram ao degelo anual dos Pirineus produziram cheias históricas nos rios da região de Lourdes.

O rio Gave que passa exatamente diante da Gruta desbordou inteiramente e com violência inusual, obrigando as autoridades a evacuarem a área de Gruta e certas partes da cidade.

Por volta de 1.000 peregrinos alojados em hotéis perto do rio já foram evacuados a outros hotéis ou refúgios seguros, informou entre outros o diário de Paris “Le Figaro”.

Na Gruta, no meio da tarde de hoje (18.06.2013) a água atingia 1,40 metros de altura correndo em grande velocidade e arrastrando toda espécie de detritos como troncos de árvore, etc.

Segundo Mathias Terrier, diretor de comunicação do Santuário “sem dúvida isto vai superar a enchente de outubro de 2012 que atingiu 3,49 metros e causou danos ao próprio Santuário avaliados em mais de 1,3 milhões de euros” (por volta de R$ 4 milhões).

Trata-se de uma enchente histórica também pelo fato de acontecer tão próxima da recente e impressionante inundação da Gruta em outubro de 2012.

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Tríduo da Virgem de Lourdes

Nossa Senhora de Lourdes na sua gruta de Massabielle, França
Nossa Senhora de Lourdes na sua gruta de Massabielle, França


Durante três dias recitar as seguintes orações:

Pelo sinal da Santa Cruz...

Oh! Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós!

Debaixo de teu amparo nos acolhemos, Santa Mãe de Deus!

Não deixes as súplicas que te dirigimos em nossas necessidades (formular aqui os pedidos);

Antes bem, livrai-nos de todo mal Oh! Virgem Gloriosa e Bendita!

Oh! Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós!

Ante Vós, Virgem de Lourdes, ante teu Coração Imaculado, queremos unir-nos hoje de novo a nosso Redentor que se tem oferecido pelos homens, a fim de regenera-los com o perdão e alimenta-los com sua vida.

Vós, que tens unido, a Jesus em sua oferenda pela salvação do mundo.

Vós, mediante a voz de Bernadete, nos suplicas que acolhamos a penitência, a conversão, o rosário.

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Com Nossa Senhora não se brinca...

catedral de GantePerto de Gante, na Bélgica, existe um santuário no qual os milagres são numerosos. Eis um muito excepcional.

Três estudantes de um ginásio do Estado resolveram um dia, como passatempo, zombar da fé dos peregrinos.

Um deles quis desempenhar o papel de cego, e foi levado aos pés de uma imagem de Nossa Senhora de Lourdes pelas mãos dos outros dois companheiros.

O pretenso milagre consistia nisto: o moço, chegando à gruta com os olhos vendados, devia esfregá-los com a água da fonte e gritar: "Estou curado! Enxergo perfeitamente!"

Mas o efeito foi muito diferente do que se esperava.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Vocação e missão providencial do Brasil

No anoitecer em São João d’El Rei, o imponderável das ruas evoca um Brasil que deveria ter sido, um Brasil que não podemos admitir que nunca venha a ser.

Traz uma saudade de um Brasil tão diferente disso que hoje presenciamos, que até parece um sonho.

Mas não é um mero sonho, é uma promessa:

É a promessa da Providência Divina, que chamou o Brasil para uma missão especial.

Qual é essa missão providencial?

O que diz essa promessa?

Ei-la:

“Talvez não fosse ousado afirmar que Deus colocou os povos de sua eleição em panoramas adequados à realização dos grandes destinos a que os chama.

terça-feira, 23 de abril de 2013

Oração à Nossa Senhora de Lourdes

“Santíssima Virgem de Lourdes, que a ninguém desamparas nem desprezas, olhai-me com olhos de piedade.

“Alcançai-me de teu Filho o perdão de meus pecados para que com devoto afeto celebre tua Santa e Imaculada Conceição, em tua milagrosa imagem de Lourdes.

“Que eu receba depois o presente da bem-aventurança do mesmo Jesus de quem sois Mãe. Amém.” 




domingo, 7 de abril de 2013

Reprodução da Gruta de Lourdes nos jardins do Vaticano

Reprodução da Gruta de Lourdes nos jardins do Vaticano
Reprodução da Gruta de Lourdes nos jardins do Vaticano

Nos jardins do Vaticano existe uma reprodução da Gruta de Lourdes.

Ela foi ali instalada mediante uma doação do bispo de Tarbes – diocese onde está Lourdes –, D. Francisco Xavier Schoepfer, ao Papa S.S. Leão XIII.

As duas personalidades religiosas estão retratadas em medalhões na fachada da Gruta, que foi desenhada pelo arquiteto dos Sagrados Palácios Apostólicos, Costantino Schneider.

Em 1° de junho de 1902 a gruta foi visitada pela primeira vez pelo Papa, na presença de numerosos Cardeais, Bispos e do público.

domingo, 31 de março de 2013

Breve resumo da vida de Santa Bernadette

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




Bernadette Soubirous nasceu em 7 de janeiro de 1844.

No tempo das aparições seu pai, que era dono de um moinho, estava arruinado.

A família morava de graça numa cela abandonada da cadeia da cidade.

"Cachot": ex-cela onde morava a família
Nossa Senhora lhe apareceu em 11 de fevereiro de 1858, quando Bernadette colhia gravetos para esquentar a mísera cela e a mãe cozinhar uma pobre sopa.

Nossa Senhora escolheu-a porque, segundo ela dizia, era a mais ignorante de Lourdes.

Ela era uma boa menina, mas não era santa antes das aparições. Porém, quando começava a visão, ela se transfigurava.

Corpo incorrupto de Santa Bernadette
E ela, simples camponesa, adquiria uma majestade que impressionava todo mundo.

Após as aparições, Santa Bernadette fez-se freira no convento de Saint-Gildard, na cidade de Nevers, onde faleceu em 16 de abril de 1879.

Seu corpo está milagrosamente incorrupto com as articulações flexíveis e pode ser venerado numa bela urna de cristal na capela do convento.

Santa Bernadette, rogai por nós!




Acompanhe online o que está acontecendo agora na própria gruta de Lourdes pela Webcam do santuário. 




domingo, 24 de março de 2013

Lourdes: confirmação do dogma definido pelo Beato Pio IX e prêmio de sua combatividade


Não muito antes da aparição de Nossa Senhora em Lourdes, o bem-aventurado Papa Pio IX proclamou o dogma da Imaculada Conceição.


"Eu sou a Imaculada Conceição": plavras de Nossa Senhora em Lourdes, pronunciadas no dialeto da região de Santa Bernadette


Essa proclamação aconteceu em 8 de dezembro de 1854.

O glorioso Papa visou em primeiro lugar a afirmação de um dogma de grande importância para o progresso da mariologia dentro da Igreja;