segunda-feira, 22 de julho de 2013

O mais recente milagre (69º) reconhecido em Lourdes

Daniela Castelli em sua casa

A beneficiada pelo 69º milagre de Lourdes canonicamente reconhecido é a italiana Daniela Castelli.

Ela nasceu em 16 janeiro de 1946 na cidade de Bereguardo, Itália, é casada, mãe de família e mora em Pavia, Itália.

Até os 34 anos de idade levou uma vida normal, quando começou a padecer de crises de hipertensão (pressão alta) espontâneas graves.

Em 1982, exames radiológicos e ecografias revelaram a existência de um tumor para-uterino e um útero fibromatóide

Danila foi objeto então de uma histerectomia (ablação do útero) e de uma anexectomia (excisão de anexos uterinos).

Sua situação foi piorando e em novembro de 1982 ela foi objeto de uma ablação parcial do pâncreas.

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Por que Jesus quis fazer os milagres de Lourdes num santuário de Nossa Senhora e não num santuário d’Ele?

O Sagrado Coração de Jesus poderia fazer  os milagres de Lourdes no Santuário de Paray-le-Monial,  mas escolheu a Gruta de Nossa Senhora.  Veja por que.
O Sagrado Coração de Jesus poderia fazer
os milagres de Lourdes no Santuário de Paray-le-Monial,
mas escolheu a Gruta de Nossa Senhora.
Veja por que.
As aparições de Lourdes se inserem numa série de aparições de Nossa Senhora no século XIX, que culminam com Fátima e a afirmação do Reinado de Maria.

A aparição de Lourdes, portanto, está num pontilhado de aparições que, nas noites extremas de nossos dias, são como que uma clarinada anunciando que o Reino de Maria virá.

Em cada uma dessas aparições, está presente a ideia da mediação universal das graças e do Reinado de Maria.

Mas isso em Lourdes se pode dizer debaixo de um título especial.

Nosso Senhor poderia ter dado essa fecundidade estupenda de milagres a um santuário d’Ele.

Na França, por exemplo, há um santuário magnífico consagrando uma devoção estupenda a Ele, que é o Santuário de Paray-le-Monial, onde o Sagrado Coração de Jesus fez suas revelações a Santa Margarida Maria Alacoque.

Ele poderia perfeitamente fazer com que esses milagres se dessem lá.

Poderia fazer dar em todos os santuários consagrados a Ele.

Mas não é verdade. Ele quis que a maior fonte de milagres que houve na História da Igreja e do mundo, fosse num santuário consagrado a Nossa Senhora.

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Nossa Senhora de Lourdes enquanto Medianeira de todas as graças

Madonna dei raccomandati, catedral de Orvieto, Itália.
Lippo Memmi (1291 — 1356)
Para Nossa Senhora ser verdadeiramente Rainha é preciso que Ela possa junto a Deus tudo quanto Ela quer.

Por esta forma Ela governa o mundo.

Nossa Senhora tem uma natureza humana como a nossa. E pela sua natureza, Ela não tem mais poder sobre os astros, sobre os homens, do que nós temos.

Para ter o reinado de todo o universo, Ela deve ser a Rainha de todos os anjos, de todos os santos, de todos os homens, de todo o mundo material e dominadora terribilíssima e completa do demônio.

Para isto Ela precisa ter a graça de Deus. E é enquanto ponto de convergência de todas as graças de Deus, que ela é Rainha.

A onipotência de Nossa Senhora tem sido muitas vezes chamada, e muito adequadamente, de onipotência suplicante.

Porque é por meio da súplica que Ela pode tudo. Ela é Rainha porque Ela pode tudo junto d’Aquele que pode tudo.

Portanto, o Reinado de Nossa Senhora é o reinado das súplicas que Ela faz, do valor das orações que Ela oferece.