quarta-feira, 26 de abril de 2017

O que sente um miraculado na hora do milagre? - 1

Théa Angele chegou moribunda em 17 de maio de 1950
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs






O que sente o doente quando é objeto de um milagre em Lourdes?

Uma consolação? Uma luz? Uma dor? O leitor já imaginou?

De modo geral, na hora do milagre os beneficiados percebem sensações  características. A mais citada é a “de um calor desacostumado que toma conta do corpo”.

Frequentemente os miraculados mencionam dores muito agudas, como Jeanne Gestas, que teve uma “sensação de que algo lhe era arrancado”.

Os milagres acontecem de modo imprevisível a pessoas de todas as idades e condições. Mais frequentemente é por ocasião do uso da água de Lourdes — bebendo-a ou banhando-se nela — ou em cerimônias litúrgicas tradicionais, como a bênção do Santíssimo Sacramento aos enfermos.

A grande maioria dos milagres reconhecidos ocorreu em Lourdes, mas houve curas — também reconhecidas — em outros continentes, de pessoas que recorreram à água da Gruta.

Um caso típico em Lourdes foi o de Théa Angele, jovem alemã atingida por arteriosclerose em placa, que chegou quase moribunda a Lourdes em 17 de maio de 1950.

O corpo repelia tudo que lhe davam. Ela subsistia com soro endovenoso, pesava 34 quilos, estava inconsciente e quadriplégica. Seu único movimento eram espasmos dos olhos e da mandíbula. Acreditou-se que morreria em plena viagem. Um sacerdote administrou-lhe a Extrema Unção, achando que ela já era cadáver.

― “Como pode se enviar ao exterior uma moribunda que têm que fazer uma viagem de 30 horas?!”, protestou um de seus médicos na cidade de Colônia quando soube da vontade da doente.

Em Lourdes, após o quarto banho consecutivo, sorriu e falou pela primeira vez, dizendo: “Agora posso falar tudo, e estou com uma fome terrível”. E comeu com apetite.

No dia seguinte foi levada ao Bureau Médico, onde a paralisia acabou de se dissipar diante dos médicos. No outro dia, após mais dois banhos, venceu a fraqueza e caminhou até a Capela do Asilo.

O milagre é acompanhado de uma conversão espiritual. Théa fez-se religiosa, como várias miraculadas. Mas outras, e numerosas, foram pais ou mães de família.

Geralmente os miraculados atingiram grande longevidade, embora um tenha morrido com 44 anos num acidente. Com muita frequência eles voltam a Lourdes para trabalhar como voluntários na assistência aos doentes.


continuará no próximo post: O que sente um miraculado na hora do milagre? - 2



Acompanhe online o que está acontecendo agora na própria gruta de Lourdes pela Webcam do santuário. 


quarta-feira, 19 de abril de 2017

Confiança inabalável em Nossa Senhora de Lourdes
em meio às adversidades

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




Quanto mais difícil parecer que o humanamente improvável vai acontecer tanto mais o fiel com Fé verdadeira faz um ato de confiança em Nossa Senhora.

Em Lourdes, trens inteiros descem com doentes.

Famílias, amigos, todos juntos, auxiliados por perto de 60.000 voluntários, se revezam; médicos e enfermeiros carregam os doentes até a Gruta.

Depois, enquanto alguns vão ao bureau médico, outros visitam os locais ligados a Santa Bernadette e à história das aparições.

Todos, na medida do possível, participam da procissão das velas e da Bênção do Santíssimo Sacramento, e tomam o banho recomendado por Nossa Senhora nas piscinas especialmente habilitadas para isso.

Vamos dizer que, em cada dez mil dos que se banham na água de Lourdes, um se cura.

Veja vídeo
Ação de graças a
Nossa Senhora de Lourdes

Que certeza tem a pessoa de que é ela que vai se curar?

Humanamente não é provável porque, por secretos desígnios de Deus, uma porção não se cura.

Depois há os que vão tomar banho por outros que não puderam viajar. Então entram na água fria não por si próprios, mas para que um outro seja curado.

Às vezes alguém vai a Lourdes para se curar e na hora recebe uma moção da graça que lhe pede oferecer sua romaria para que outro seja curado. E pode ser até que não saiba quem é esse outro, apenas ouviu a moção da graça.

É uma coisa linda. Que certeza a pessoa tem na hora de que vai ser curada na água?

A gruta de Lourdes, pintura de José Garnelo y Alda (1866-1944)
Para ter confiança – a confiança é uma virtude – de que vai ser curada, a pessoa necessita de um movimento interior da graça. Caso contrário essa confiança não faz sentido.

De onde vem essa certeza, essa confiança? Vem do mundo da lua?

Não pode ser.

Sendo a Igreja a mestra da sabedoria, não pode pedir às pessoas um ato de confiança numa coisa a cujo respeito não têm razão para estar convictas.

Mas vem uma moção da graça e a pessoa acredita nessa moção. Ela aceita esse movimento e crê. Essa é a confiança.

Pode ser que grandes acontecimentos virem de ponta cabeça as nossas vidas. A própria Nossa Senhora falou em Fátima dos grandes castigos que a humanidade pecadora está atraindo sobe si.

Podem acontecer muitas outras coisas indesejadas.

Mas se levarmos no fundo da alma essa confiança de que Nossa Senhora de Lourdes faz acontecer o inimaginável, de que Ela cura o doente que não tinha conserto... e cura até a nós, atolados nos problemas e talvez até no pecado, aconteça o que acontecer nós sairemos bem.

Poderemos sair até cantando, como na procissão das velas pela noite. No fim de tudo, vamos ver e tudo deu certo. A confiança foi premiada!

Este é o incomparável tesouro que devemos levar conosco depois desta festa de Nossa Senhora de Lourdes.

A certeza confiante de que ainda que o mundo viesse a ruir e a morte bater às nossas portas, auxiliados com a graça de Deus e de Nossa Senhora de Lourdes tudo atravessaremos.

A certeza confiante de que Ela nunca deixará de nos obter o que mais precisamos, se A invocarmos com o coração contrito e humilhado. 

Teremos então nossas vidas e nossos costumes reformados como Ela quer.

VEJA O QUE ACONTECE EM LOURDES NA PÁGINA ESPECIAL DE VÍDEOS -- CLIQUE AQUI




Acompanhe online o que está acontecendo agora na própria gruta de Lourdes pela Webcam do santuário.