quarta-feira, 1 de março de 2017

Milagre de Nossa Senhora de Lourdes
mudou a I Guerra Mundial (2)

Nossa Senhora apareceu para 100.000 soldados alemães.
E dando sinal para voltarem.
Foto: franceses atrás dos inimigos em fuga.
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




continuação do post anterior: Milagre de Nossa Senhora de Lourdes mudou a I Guerra Mundial (1) 


No domingo 14 de janeiro de 1917, o jornal católico “Le Courrier de la Manche” editado em Saint-Lô (Normandia, França) publicou matéria baseada em fontes alemãs dignas de credibilidade.

Tratou-se do testemunho de um sacerdote e de dois oficiais germânicos.

Segundo eles, Nossa Senhora apareceu no Céu acima da rota para Paris ordenando aos prussianos voltarem.

Perto de 100.000 homens a viram e o comando alemão mandou guardar segredo sob pena de fuzilamento.

O milagre aconteceu na primeira sexta-feira de setembro e na oitava da Natividade de Nossa Senhora.



Em 3 de janeiro de 1915, escreveu “Le Courrier de la Manche”:

“Um sacerdote alemão ferido e aprisionado na batalha de Marne, morreu num hospital de campanha francês onde se encontravam algumas religiosas. Ele então lhes disse:

‒ “Enquanto soldado eu deveria fazer silêncio, mas como sacerdote eu creio estar obrigado a contar o que eu vi. Durante a batalha de Marne nós ficamos surpresos até a ponto de voltar atrás, porque nós éramos muitos mais que os franceses e nós esperávamos chegar até Paris. Mas, nós vimos a Santíssima Virgem vestida inteiramente de branco com uma faixa azul que se voltava para Paris e nos dava as costas, e com a mão direita fazia o sinal de nos rechaçar. Isso eu vi, assim como grande número dos nossos também”.

A imprensa noticiou a virada, mas não o milagre.
“Nos mesmos dias, dois oficiais alemães prisioneiros como o referido sacerdote, ingressaram feridos num hospital de campanha francês da Cruz Vermelha. Foram atendidos por uma enfermeira que falava alemão.

“Quando eles entraram numa sala onde se encontrava uma estátua de Nossa Senhora de Lourdes, eles a olharam e disseram: “Oh! A Virgem de Marne!”

“A melhor prova da autenticidade do fato foi recolhida por uma religiosa que cuidava dos feridos em Issy-les-Moulineaux. Ela testemunhou:

‒ “Depois da batalha de Marne, entre os feridos atendidos no hospital de campanha d’Issy, havia um alemão muito gravemente ferido e que era considerado terminal. Em virtude dos cuidados que lhe foram prodigados ele sobreviveu mais um mês. Ele era católico e dava grandes mostras de sentimentos de fé.

“Todos os enfermeiros eram sacerdotes. Ele recebeu os auxílios da religião e não sabia como manifestar sua gratidão. Ele repetia freqüentemente:

‒ “Eu queria fazer uma coisa para vos agradecer”.

“Por fim, o dia que recebeu a extrema-unção, ele disse aos enfermeiros:

Placas comemoram o milagre de Nossa Senhora
‒ “Os senhores me trataram com muita caridade, e eu quero fazer uma coisa pelos senhores contando uma coisa que aconteceu não a nosso favor, mas que vai ser de vosso agrado. Assim eu pagarei um pouco minha dívida.

“Se eu estivesse na frente de combate, eu seria fuzilado, pois foi dada proibição sob pena de morte de contar o que eu vou dizer agora.

“Os senhores ficaram maravilhados pelo nosso recuo tão súbito quando chegamos às portas de Paris.

Lembrança do milagre inclui o Menino Jesus
sustando os inimigos
“Nós não podíamos ir mais longe porque uma Virgem estava em pé diante de nós, com os braços estendidos, nos rechaçando cada vez que tínhamos ordem de avançar.

“Durante vários dias nós não soubemos se era uma das vossas santas padroeiras: Santa Genoveva ou Joana d’Arc. Depois, compreendemos que era a Santíssima Virgem que nos mantinha cravados no chão.

“No dia 8 de setembro, Ela nos empurrou para trás com tanta força, que todos fugimos como um só homem. Isto que eu vos digo, vós o ouvireis repetido mais tarde, pois fomos talvez 100.000 homens que a vimos”.

(Fonte : A. DENIZOT, Le Sacré-Coeur et la Grande Guerre, Nouvelles Éditions Latines, rue Palatine, 75006 PARIS)

VEJA O QUE ACONTECE EM LOURDES NA PÁGINA ESPECIAL DE VÍDEOS -- CLIQUE AQUI



Acompanhe online o que está acontecendo agora na própria gruta de Lourdes pela Webcam do santuário. 


10 comentários:

  1. Isso mesmo mãezinha!
    Acabe com os hereges que não te respeitam!

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho devoção especial por N.S. do Perpétuo Socorro,mas também a convicção de todas são uma só: MARIA, a mãe do Salvador JESUS CRISTO.

    ResponderExcluir
  3. Sou escrava de N.Sra Auxiliadora dos Cristãos e amo Maria de todo o meu coração, vejo tudo que escrevem sobre ela, e me interesso muito pelas suas mensagens, continuem nos informando sobre suas aparições, é muito importante sabermos, um grande abraço a todos, fiquem na paz de Jesus, e nas bençãos de Maria.

    ResponderExcluir
  4. Mãezinha obrigada por tudo, desde já agradeço as graças que vos imploro. uma filha que precisa muito a intercessão da Virgem de Lourdes a seu filho Jesus em sua vida e na vida de sua família. Amém

    ResponderExcluir
  5. Não adianta, na hora do desespero,corra para debaixo do manto da mamãe...ASS:Silvia

    ResponderExcluir
  6. Nao consigo entender, como ainda tem tanta gente que nao acredita, eu fico pensando nas outras tantas pessoas, que acreditam será que estao todos enganados.! loucura coletiva, eu dou gracas ao Pai pela loucura de acreditar, e sei que vo conseguir a graca que tanto preciso, de ficar curada.
    Geovania

    ResponderExcluir
  7. Ja dizia, Santo Agostinho, ninguem ama, aquilo que nao conhece, infelizmente ainda tem muita gente, que nao conhece a Deus, o seu filho, e a mae de seu filho pois se conhecese os amaria

    Geovania

    ResponderExcluir
  8. ronaldo gonçalves sales27 de março de 2013 22:28

    Nossa Senhora de todos os títulos é o que nos importa e Ela é uma mãe totalmente zelosa e ficamos cada dia mais maravilhados com Ela pois, nem sabemos o que dizer dela. Obrigado nosso Deus por nos dar essa Mãe maravilhosa............

    ResponderExcluir
  9. Prof. José Jésus Gomes de Araújo2 de março de 2017 19:34

    É por isso, creio, que os franceses ergueram o santuário na colina de de Montmartre, agradecendo a Maria não ter sido Paris destruída durante a guerra.
    Por que as coisas não são noticiadas como aconteceram? Sou um leitor voraz, mas nunca tinha ouvido essa história. E a França laicizada e descristianizada, tem de tornar a saber disso.
    Saudações marianas.
    A esperança tem duas filhas lindas: a indignação e a coragem.
    A indignação nos ensina a não aceitar as coisas como estão; a coragem, a mudá-las. (Santo Agostinho)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prof. José Jésus Gomes de Araújo2 de março de 2017 19:34

      Recordei-me, estava equivocado ao redigir o e-mail. O santuário de Montmartre foi erguido pelo motivo assinalado, mas depois da guerra franco-prussiana e dedicado ao Sagrado Coração de Jesus. Mas qual o sinal de gratidão dos franceses à Mãe de Jesus pelo fato narrado neste texto?.
      A esperança tem duas filhas lindas: a indignação e a coragem.
      A indignação nos ensina a não aceitar as coisas como estão; a coragem, a mudá-las. (Santo Agostinho)

      Excluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.