quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Santa Bernadette: “Nossa Senhora me disse que eu não seria feliz neste mundo, mas no outro” (1871)

Replica da gruta de Lourdes no convento de Nevers
Replica da gruta de Lourdes
no convento de Nevers



1871

Madre Maria Teresa Bordenave:

No final de 1870 ou no início de 1871, ainda havia enfermarias militares de campo na casa-mãe; um dia, a farmácia pegou fogo; a noviça de plantão ficou tão impressionada que sofreu de dores terríveis durante 24 horas.

Irmã Marie-Bernard [N.R.: nome de religião de Santa Bernadette], com pena, disse a uma irmã, depois que haviam esgotado todas as possibilidades de remédio:

“Vou tentar lhe dar água de Lourdes; rezem comigo e façam-no com fervor”.

Fizeram isso: alguns minutos depois, as dores haviam cessado.


Antes de agosto

Irmã Madealena Bounaix:

Eu ficava impressionada com a sua retidão e sinceridade. Não creio que tenha mentido alguma vez, e, sobre isso, lembro-me de um episódio que confirmou minha opinião.

Um dia falávamos de Lourdes e de Bartrès, e ela me disse:

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Santa Bernadette em Nevers:
“Eu só tenho medo dos maus católicos” (1870)

Imagem no convento de Nevers representa Santa Bernadette durante as aparições
Imagem no convento de Nevers
representa Santa Bernadette durante as aparições



1870

Abril

Irmã Angela (na época, postulante):

Irmã Marie-Bernard [N.R.: nome de religião de Santa Bernadette] me perguntou: 

“Senhorita, o que você tem?”.

Eu lhe respondi: “Acabo de receber uma notícia ruim: minha mãe está para morrer; talvez a esta hora já esteja morta”.

Então irmã Marie-Bernard me disse, com um sorriso que jamais esquecerei e aquele seu olhar penetrante: “Não chore, Nossa Senhora vai curá-la; vou rezar por ela”.


Agosto

Irmã Madalena Bounaix:

Em 15 de agosto de 1870, eu estava com ela na enfermaria São José; ela havia me dado uma fruta para o lanche; nós conversávamos sobre a festa daquele dia e eu lhe disse:

“Irmã, você vai rezar por mim hoje?”.

“Sim, mas com uma condição: que você também o faça por mim. Todos precisamos de orações.”

Eu, então, acrescentei: