quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Lourdes, o dogma e os milagres em breve síntese

Nossa Senhora manda a Santa Bernadette cavocar a terra e procurar água. Vitral da basílica de Lourdes.
Nossa Senhora manda a Santa Bernadette cavocar a terra e procurar água.
Vitral da basílica de Lourdes.

Em 1854 Pio IX definiu o dogma da Imaculada Conceição, o qual teve um alcance tremendo.

Primeiro, foi uma afirmação da monarquia papal, numa época em que todas as monarquias começavam a se desagregar.

Por quê? Porque o Papa não reuniu um Concílio para promulgar esse dogma; ele consultou os Bispos e depois promulgou o dogma em nome próprio, e não em nome dos bispos.

Segundo, definir Nossa Senhora como concebida sem pecado original era afirmar uma prodigiosa superioridade d’Ela sobre todos os homens, e, portanto, tomar uma posição muito anti-igualitária.

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Na festa de Santa Bernadette:
sofrimentos finais pelo Papa e pela vitória da Igreja

A gruta de Nossa Senhora das Águas no fundo do jardim do convento de Saint Gildard, Nevers. Essa imagem era a que mais lembrava a Nossa Senhora segundo Santa Bernadette.
A gruta de Nossa Senhora das Águas no fundo do jardim do convento de Saint Gildard, Nevers.
Essa imagem era a que mais lembrava a Nossa Senhora segundo Santa Bernadette.



Santa Bernadette entrou no convento de Saint Gildard, na cidade de Nevers, da Congregação das Irmãs da Caridade.

Ali fez o noviciado, passou toda sua vida de religiosa que, aliás, não foi longa, e ali faleceu.

Em Saint Gildard, Santa Bernadete ficou encarregada da enfermaria do convento.

No fundo da casa há uma imagem da Nossa Senhora das Águas, dentro de uma espécie de gruta artificial.

Santa Bernadete achava que por causa da atitude de benevolência e o sorriso, essa imagem era a que melhor lhe relembrava a Nossa Senhora como lhe apareceu em Lourdes.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Uma boa mãe nunca nega nada a seu filho:
assim faz Nossa Senhora de Lourdes


Alguém poderá dizer: “Tudo isso que falam de Lourdes é muito bonito, mas eu não mereço que as minhas orações sejam ouvidas, o senhor está falando no ar.

“Eu sou um católico que tem pecados, ou teve pecados na sua vida passada. Não fiz bastante penitência para merecer ser ouvido. Como é que eu posso obter um milagre de Nossa Senhora de Lourdes?”

Primeiro lugar, o milagre é uma obra de misericórdia da bondade divina, obtida por meio de Nossa Senhora.

Se a gente vai ver os milagres obtidos em Lourdes, muitas vezes são para ateus.

Nossa Senhora cura o corpo e converte a alma.

O sujeito sara e está acabado. Não tem conversa. Sara e se converte.

O que é sobretudo decisivo é que Nossa Senhora rezou por nós, pecadores, pediu por nós e obtém de Deus tudo o que Ela pede.

Alguém dirá: “Está bem, mas como é que Ela pede para nós se eu não mereço?”

A resposta é simples:

Alguém conhece uma boa mãe na Terra que diga o seguinte: “Você, meu filho, eu só farei qualquer benefício a você na medida em que você merecer. Se você não merecer, as portas do meu afeto estão fechadas para você e não conte comigo”.

Ninguém conhece. Uma boa mãe não faz isso nunca.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Nosso Senhor quis que o santuário dos milagres de Lourdes fosse de Nossa Senhora e não d’Ele


Em Lourdes se evidencia especialmente a Mediação Universal de Nossa Senhora, que nos obtém todas as graças e, no fim, obterá o Reino de Maria.

Nosso Senhor poderia ter reservado para Si essa fecundidade estupenda de milagres num santuário d’Ele.

Na França, por exemplo, há um santuário magnífico consagrado a uma devoção estupenda a Ele, que é o de Paray-le-Monial, onde Nosso Senhor fez suas revelações a Santa Margarida Maria Alacocque.

Ele poderia perfeitamente fazer com que esses milagres ocorressem lá e em todos os outros santuários consagrados a Ele.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Nossa Senhora está aí, em Lourdes. É a tábua de salvação. Por que não ir até Ela?


Passaram-se séculos e a humanidade foi se afastando de Deus e arrancando das mãos de Nossa Senhora mais um pedaço de seu cetro de Rainha.

Veio Lutero, revoltou-se contra o Papa e promoveu guerras de religião espantosas.

Veio a Revolução Francesa, decapitou o rei e a rainha Maria Antonieta, confiscou as igrejas.

Depois passou apenas um século e veio outro horror: a revolução comunista russa, que matou mais de cem milhões de pessoas, expropriou as propriedades, fechou as igrejas, martirizou religiosos e leigos.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

O que pedir a Nossa Senhora de Lourdes em Sua festa?


Nossa Senhora de Lourdes quis ser conhecida enquanto sumamente benfazeja.

Uma mera sugestão, à qual só se deve atender se tiver apetência, é pensar, na véspera de Sua festa, numa grande graça para pedir a Nossa Senhora.

Devemos ser ousados nas nossas orações.

Devemos pedir coisas arrojadas, porém não insensatas.

Graças sensatas e difíceis, devemos pedi-las. E, ao mesmo tempo, pedir a Nossa Senhora com muita insistência.

Quem sabe se cada um de nós estuda uma graça espiritual e uma graça temporal para o dia de amanhã.

Uma graça que diga respeito à santificação e depois alguma outra coisa que queiramos de temporal, se for para o bem de nossa alma.

Isso nos leva a refletir um pouco na vida. Leva-nos a levantar um pouco o panorama de nossa vida espiritual e, por essa forma, a ter uma visão mais precisa de nós mesmos, de nossas atividades, de nossos rumos, e fazer uma oração grata a Nossa Senhora.

Entretanto nunca devemos esquecer que as doenças do corpo, no Evangelho, são tratadas como sendo símbolos das doenças da alma.

E que assim como alguns sofrem de paralisia do corpo, outros sofrem de paralisia da alma; uns sofrem de cegueira do corpo, outros da alma; surdez, mudez e outras coisas.

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Eu não faço esperar a Deus?
Ele não me está aguardando?


Deus às vezes demora.

E nós também demoramos para Deus!

Mas Ele insiste, insiste.

Lá vai uma alma que foi pecadora e em relação à qual Nossa Senhora tem – vamos empregar a linguagem humana – um como que ressentimento.

Mas se aquele homem pedir muito, Nossa Senhora tem pena e dá.

Então chegou a hora de fazer a mesma coisa com Deus.

Ainda que tenhamos que pedir muito, Ele no fim acaba atendendo pelos rogos de Maria.

Parece-me que este é um ponto indispensável para a gente entender a razão da oração.

Então há dois pontos essenciais:

Primeiro ponto: com as condições e dificuldades de hoje, uma pessoa casta, pura, fiel, é um milagre. E a solução se reduz em saber como conseguir esse milagre.

Segundo ponto, o milagre se consegue pedindo. Pedindo, pedindo, pedindo é que se consegue.

E milagre é um assunto especial de Lourdes.

Tem doentes que vão a Lourdes para se curar. Eles pedem muitas vezes.

E pedem, e pedem, e pedem, vão tomar o banho na piscina e não saram!

sábado, 7 de fevereiro de 2015

As aparições de Lourdes: clarinada do Reino de Maria

Nossa Senhora é a onipotência suplicante: tudo o que Ela pede, Deus dá. Mas, se alguém pedir fora dEla, inclusive os Anjos e os Santos, Deus não dá.
Nossa Senhora é a onipotência suplicante: tudo o que Ela pede, Deus dá.
Mas, se alguém pedir fora dEla, inclusive os Anjos e os Santos, Deus não dá.

Estamos na Novena de Nossa Senhora de Lourdes, de maneira que poderíamos meditar uma palavra a respeito dessa devoção.

Acho que dos muitos aspectos dessa devoção, um me parece que tem sido insuficientemente acentuado, e é o seguinte: os senhores sabem que para o Reinado de Maria, uma verdade fundamental é a Mediação Universal de Nossa Senhora.

Porque para Nossa Senhora ser verdadeiramente Rainha, é preciso que possa junto a Deus tudo quanto Ela queira, pois é por esta forma que Ela governa o mundo.

Pela natureza humana de Nossa Senhora, que é a mesma que a nossa, Ela não tem mais poder sobre os astros do que nós homens temos.

De maneira que, para ter o reinado de todo o universo, para ser a Rainha de todos os Anjos, a Rainha de todos os Santos, a Rainha de todos os homens, a Rainha de todo o mundo material e dominadora terribilíssima e completa do demônio, Ela precisa ter a graça de Deus.

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Rico mesmo é quem tem Fé

Cela onde morava a família de Santa Bernadette na época das aparições
Cela onde morava a família de Santa Bernadette na época das aparições

Imagine uma família riquíssima que tem tudo para viver bem. Mora na casa mais agradável que pode haver, tem iate, avião, facilidades de passar férias fabulosas, trabalho bom e leve, não há preocupação porque a fortuna é grande e próspera.

Os membros da família tratam muito bem da saúde, todos têm uma saúde florescente, tudo corre muito bem.

Mas se não há fé, essa família degringola.

A união desaparece entre os esposos, os filhos não querem bem aos pais, os irmãos não se estimam entre si, nascem as queixas, as reivindicações, e a família se desarticula.

Imagine uma família pobre.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Nossa Senhora não estará batendo
nas portas de minha alma?



Quantas vezes Nossa Senhora bateu nas portas de minha alma?

Provavelmente não foi num momento só, mas foi numa série de ocasiões.

Também provavelmente não foi apenas num momento definido, mas em momentos indefinidos, em que eu não estava prestando bem atenção, ou não estava esperando, etc.

Mas Nossa Senhora convidou minha alma a aceitar a graça, como a mãe que puxa a criancinha que não entende bem; várias vezes, muitas vezes, até que eu me dei conta de que a Igreja Católica era divina.

Mas, percebendo-a divina, amei-a muitíssimo!

E nesse momento eu compreendi implicitamente a invencibilidade dela.

E, no implícito do implícito, Ela patenteou que não poderia ser destruída, nem podia perder essa batalha colossal que fazem hoje contra Ela.

Daí Nossa Senhora comunica a certeza de que terá de vir uma vitória tão grande da Igreja, maior do que é atualmente a desgraça.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Peço um milagre, ou não peço?


Devo pedir um milagre a Nossa Senhora de Lourdes?

Ou devo pôr nas mãos de Nossa Senhora e aceitar o que d’Ela vier com a paz no fundo do coração?

Acho que não fui só eu que se fez a pergunta. Ou que ainda está se fazendo.

Eu posso sonhar uma coisa santa que na realidade é apenas um sonho. E, portanto, não ser possível.

Como é que eu posso discernir a aspiração santa que me leva a esperar o milagre?

Ou, como perceber que a aspiração que julgo ser santa não é uma esperança bem encaminhada, mas um sonho por onde não vai passar o milagre?

Qual é a diferença entre ambas as coisas?

A resposta parece simples: a gente precisa ter motivos razoáveis para esperar que Deus faça o milagre por meio de Nossa Senhora.

Então, à vista dessas razões, nós podemos ter esperança do milagre.

Mas, em geral, quando a gente sente uma firme esperança do milagre, é porque há algum movimento interior da graça que nos dá uma segurança especial.

Esse movimento da graça é imponderável, mas sem ele o milagre não se realiza.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

O milagre de Anna Santaniello
(67º reconhecido canonicamente)

Anna Santaniello, antes da cura e 50 anos depois, Lourdes 150º aniversário das aparições
Anna Santaniello doente e 50 anos depois



O ante-penúltimo milagre de Lourdes reconhecido pela autoridade eclesiástica foi o de Anna Santaniello.

Em 27 de abril de 2011 foi proclamado o milagre nº 68 na diocese de Angers, França. LEIA AQUI

O mais recente reconhecimento pela Igreja de um milagre (o 69º) aconteceu em 20 de junho de 2013. LEIA AQUI
 
A proclamação oficial aconteceu no domingo 13 de novembro de 2005.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Na novena de Lourdes: as aparições, Santa Bernadette e a proclamação do dogma da Imaculada Conceição

Aos pés da imagem da Gruta de Lourdes estão inscritas
as palavras que Nossa Senhora falou a Santa Bernadette:
(no dialeto da santa) "Que soy era Immaculada Councpciou",
quer dizer "Eu sou a Imaculada Conceição".

Em Lourdes, por meio de Santa Bernadette e um torrente interminável de milagres, Nossa Senhora veio confirmar um dos maiores dogmas de Fé proclamados infalivelmente por um Papa: a Imaculada Conceição.

Com efeito, fazendo uso explícito e solene de seu magistério infalível, o Bem-aventurado Papa Pio IX declarou, por meio da Bula Ineffabilis Deus, de 8 de dezembro de 1854, ser de revelação divina que a Santíssima Virgem Maria foi totalmente isenta do pecado original.
Transcrevemos aqui trecho de um artigo de Plinio Corrêa de Oliveira, intitulado A santa intransigência, um aspecto da Imaculada Conceição, publicado em CATOLICISMO em 1954, no centenário da proclamação do magnífico Dogma.


Imagine-se uma criatura tendo todo o amor de São Francisco de Assis, todo o zelo de São Domingos de Gusmão, toda a piedade de São Bento, todo o recolhimento de Santa Teresa, toda a sabedoria de Santo Tomás, toda a intrepidez de Santo Inácio, toda a pureza de São Luiz de Gonzaga, a paciência de um São Lourenço, o espírito de mortificação de todos os anacoretas do deserto: ela não chegaria aos pés de Nossa Senhora.