quarta-feira, 28 de agosto de 2013

A grande Santa Bernadette:
a mais baixinha do convento

Santa Bernadette postulante em pé
dando a mão à Mãe Superiora sentada
Santa Bernadette não só era muito baixa, mas era a mais baixinha das freiras do convento de Saint-Gildard.

Chegava a gracejar com a irmã Josefa Caldairou para animá-la, fazendo-lhe notar que ela era mais alta um centímetro que Bernadette.

A baixa estatura de ambas fazia com que elas devessem sempre ir à frente nos cortejos.

Mas acontecia que muitas pessoas queriam conhecer Bernadette.

E como muitas delas tinham feito uma ideia adocicada e subjetiva da santidade, ficavam surpresas ao verem uma grande santa que não batia com certas imagens comumente divulgadas.

Foi o caso de Antoinette Dalias, uma noviça de 18 anos que entrou em Saint Gildard em 16 de maio de 1867, proveniente da cidade de Gers. Ela tomou o nome religioso de irmã Bernarda e foi grande amiga de Santa Bernadette.

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Nossa Senhora quer curar sobretudo as almas

Imaculada Conceição na Basílica do Rosário em Lourdes
Imaculada Conceição na Basílica do Rosário em Lourdes
Nossa Senhora está infinitamente abaixo de Deus.

E tudo quanto está abaixo de Nossa Senhora está incomensuravelmente abaixo d’Ela. É o que a perenidade das curas de Lourdes nos diz.

Há uma certa interpretação da religião um pouco dada a pedir favores materiais, etc., etc., que desdenha os favores espirituais e que se impressiona muito com as curas materiais de Lourdes.

Eles não compreendem que os favores materi
ais que Deus dá são de fato favores. E favores que a gente deve pedir.

Mas que só são verdadeiramente favores, na medida em que levam a nossa alma a desejar os favores espirituais. As graças para a alma.

É por aí que verdadeiramente Deus atrai as almas para Ele, porque todos os favores tem este objetivo.

Não se pense que a cura de Lourdes é só porque Nossa Senhora tem pena do homem que é capenga.

Ela tem pena do coxo, é claro. Ela tem gosto em corrigir a capenguiçe do coxo, é claro.

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Na festa da Assunção de Nossa Senhora

Assunção, detalhe iluminura s. XV.
Columbia University, UTS MS 049

“A Imaculada Mãe de Deus, a sempre Virgem Maria, terminado o curso de sua vida terrestre, foi assunta em corpo e alma à glória celestial”

Com essas imorredouras palavras, o Santo Padre Pio XII definiu o dogma da Assunção da Santíssima Virgem ao Céu em corpo e alma, solenemente proclamado no dia 1º de novembro de 1950, pela Constituição dogmática “Munificentissimus Deus”.

A solene proclamação desse augusto dogma veio coroar séculos de devoção a Nossa Senhora enquanto tendo sido levada aos Céus em corpo ressurreto e alma.

Na difusão desta verdade e desta devoção a Idade Média deu um contributo fundamental.

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Santa Bernadette: “eu não sou boa para nada!”

Santa Bernadette, Irmã Maria Bernarda, das freiras da Caridade

Santa Bernadette ingressou no convento Saint-Gildard, pertencente à Congregação das Irmãs da Caridade de Nevers, onde faleceu com a idade de 35 anos. Seu corpo incorrupto encontra-se ali exposto numa urna e capela especial.

Embora sua vida no convento tenha sido curta, ela deixou muitas lembranças.

Aquele convento era o noviciado das Irmãs da Caridade de Nevers. Após completarem sua formação, as religiosas novas eram encaminhadas a alguma das diversas casas da Ordem.

A distribuição pelos conventos da França era feita no próprio momento da profissão religiosa.

A superiora combinava previamente com o bispo o melhor destino para as freiras.

Na cerimônia, cada uma delas se apresentava ao arcebispo, e este lhe perguntava: